quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Envie uma carta para si mesmo

Quem já teve a experiência de enviar uma "carta para si mesmo", e me refiro a experiência vivida no ano passado, em Ensino Religioso, sabe do que estou falando. Foi pensando nisto que fiz essa postagem. Escrever uma carta para si mesmo também pode ser visto como uma forma de "passatempo", mas, pelo que falarei agora, pode ser feita uma vez por ano - pois já é suficiente - mas, se quiser fazer mais, tudo bem. Muitos ainda não sabem o verdadeiro significado do título da postagem, e perguntam-se como isso pode ser possível. Pode deixar de neste post explicaremos tudo direitinho. Desde para que serve até quando deve ser aberta novamente.

Para que serve?
A carta para si mesmo serve para observar como você era anteriormente, quais coisas você gostava, admirava e detestava. Ela serve para notar como você realmente mudou, e para relembrar de todos os gostos anteriores. É uma boa forma de manter anotado tudo o que você fazia antes, como se fosse um diário de um dia para ser aberto daqui a um bom tempo.
Como se faz?
É bastante simples. Você vai escolher um dia qualquer (pode ser hoje), mas posso adiantar que isso não é muito importante, e fará uma carta, escrevendo sobre você, seus sentimentos e sobre o que você fez em 2010. Além disso, relate tudo o que você pretende fazer até o final do ano, ou durante o período que você fez a carta e até o período que você vai lê-la novamente. Fale sobre tudo, e não tenha medo de deixar bem claro o que gosta e não gosta, pois é isto que fará a diferença quando abrí-la. Isso tudo pode ser segredo para você agora, mas daqui algum tempo você pode deixar de fazer tudo isso, e perceberá como foi importante para você todos esses fatos e acontecimentos. Se quiser, no momento de abrí-la, não precisa deixar que ninguém leia, mas isso é uma opção e opinião sua.
Agora, vamos ver os materiais necessários. Eles são básicos e simples. Poderá utilizar um papel de carta, ou então uma folha normal de caderno - qualquer folha que quiser - e escreverá tudo que disse no parágrafo anterior. Depois disto, coloque-a dentro de um envelope, que você também pode improvisar no momento ou comprar pronto. Não escreva nada, por enquanto, na parte de fora do envelope.
Alguma dica?
Sim, é claro. Você pode colocar também uma folha dedicada a acontecimentos do momento. Nela você pode colocar fotos dos momentos importantes para você no ano passado, ou folhas de árvores que estão próximas a sua casa, a um parque que vai com frequência ou qualquer coisa compatível. Mas, bom, não as deixe largadas no meio do envelope. Por isso que disse antes sobre uma folha dedica a estes acontecimentos. E, claro, não deixe de acrescentar uma legenda para cada uma delas. Exemplo: folha do pinheiro que fica perto da casa da minha amiga. Coloque também nela, se quiser, algum objeto pequeno que foi importante para você no ano que passou. Não coloque nele coisas de muito valor ou que você precisa utilizar sempre, pois vai demorar alguns meses para você abrir a carta novamente.
O que eu escrevo na parte de fora do envelope?
Chegou a hora de escrever nessa parte do envelope. Não é obrigatório que seja do lado que você lacrou o envelope ou do lado contrário, a escolha é sua. Bom, nele você deverá escrever que dia você irá abrí-lo novamente. É aconselhável que você abra a sua carta novamente apenas daqui a um ano, mas, se preferir menos, novamente digo que a escolha é sua. Se quiser permanecer com o padrão que eu inventei para o post, um ano, coloque como no exemplo: Se você escrever hoje, escreva no envelope: abrir dia 06 de janeiro de 2012. Escreva em letras caixa alta ou apenas letras de um tamanho bem grande.
Onde devo deixar o envelope?
Não é bom deixá-lo dentro de uma gaveta, ou escondido em algum lugar da casa ou do seu quarto. Isso pode fazer com que você se esqueça facilmente, o dia que era para abrir a carta, não irá abrir.
É bom deixar em um lugar que você passe por ele sempre, mas que não incomode a vista dos hóspedes que vão na sua casa. Deixe escondido em um lugar que você olha sempre, todos os dias do ano (como dentro do armário, atrás das roupas do cabide). Isso depende mais de você do que de mim.
E quando for a data de abrí-lo novamente, o que eu faço?
Logicamente, você vai abrí-lo novamente, como a própria questão diz. Claro que é normal que na primeira vez que você escreva, não escreva muito e nem tão abertamente. Algumas pessoas acharão que isso foi uma bobagem e outras irão querer fazer outra vez. Se você fizer parte do segundo grupo, anote (se quiser) os pontos fracos da carta que você leu. Por exemplo: não disse o dia da semana, não falei o que fiz no dia, não disse que horas eram, não disse com que roupa eu estava, ou outros tipos de coisa que você agora acharia necessário que tivesse escrito; depois, repita todo o processo (claro que não será necessário ler toda a postagem novamente, pois você estará mais prático(a) com isso) - e não deixe de anotar, desta vez, o que você achou da sua última carta; se quiser, pode transferir as anotações básicas que fez ao lê-la, quando abriu ela.

Espero que tenha gostado da sugestão. Se ainda possue dúvidas, pode mandar um comentário nesta postagem ou um e-mail para baocontato@hotmail.com. Se tiver alguma sugestão para dar, poderá também escolher entre um dos dois ou os dois.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...