quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

História: formação de Portugal e sua chegada às Índias

Que Portugal foi responsável pelo descobrimento e colonização do Brasil todo mundo já sabe. Mas que fatos aconteceram na história que levaram o Brasil a ser colonizado pelos portugueses?

Chegada dos portugueses ao Brasil

  • Cruzadas Ibéricas
As Cruzadas, também conhecidas como Guerras de reconquista, basearam-se nos conflitos existentes entre muçulmanos (que haviam conquistado a terra santa) e católicos (que queriam reconquistar a terra santa). Os reinos católicos Navarra, Leão, Castela e Aragão participaram das Cruzadas e contaram com o apoio de Henrique de Borgonha. Por ter rendido diversas vitórias, como forma de recompensa tradicional da época lhe foi oferecido terra.

  • Condado Portocalense
As terras oferecidas à Henrique de Borgonha por o até então "proprietário" das mesmas, Castela, formavam um vínculo de vassalagem. Isso significava que Henrique era vassalo de seu suserano (Castela) e deveria oferecer-lhe trabalho e fidelidade. Quando Henrique faleceu, seu filho Afonso Henriques assume o posto do pai.

  • Batalha de Ouriques (1139)
Entretanto, Afonso não aceita continuar sendo vassalo e declara independência do reino de Castela, que decide lutar contra o Condado, que foi surpreendentemente vencida pelos portogalenses, o que lhes rendeu a independência. Essa batalha ficou conhecida como Batalha de Ouriques.

  • Dinastia Borgonha
Pode-se dizer que o fato da independência ter acontecido em 1139 foi bastante prematura, o que permitiu que Portugal se organizasse antes dos demais países.

  • Crise sucessória (1383-1385)
Não existia mais qualquer sucessor da família de Borgonha. Pelo fato da Coroa ter tecido relações com o reino de Castela, havia uma grande possibilidade de Portugal deixar de ser um país independente. Essa brecha na administração de Portugal fez com que acontecesse uma batalha contra Castela, que mais uma vez foi vencida pelos portugueses. 

  • Dinastia Avis
Vinda da burguesia e tendo como rei D. João III, foi uma dinastia que governou Portugal por meio de novos paradigmas. Chega-se a conclusão que: crescer é sobreviver.
Para isso, optaram pelo comércio internacional através de uma navegação em larga escala, sendo essa a primeira tentativa de globalização. 

  • Porque funcionou
Essa meta de crescer economicamente funcionou para Portugal, que possuía uma ótima posição geográfica devido a grande área litorânea e o porto existente, além do rio Tejo que ligava o interior de Portugal ao oceano. Outros fatores também contribuíram: o governo centralizado, a burguesia tinha recursos financeiros e tradição em navegação.

  • Índias
Para que fosse possível crescer, o objetivo principal de Portugal era de atingir as Índias, mas para tanto era preciso encontrar uma rota marítima o que era bastante difícil na época, considerando que o conhecimento de mundo era bastante limitado. Acreditava-se, inclusive, que era impossível contornar a África, já que a ideia de que o mundo era redondo ainda estava enfraquecida. Foi através de muito risco e perda de marinheiros que os portugueses conseguiram chegar as Índias.
Ceuta:
Cidade do litoral norte da África, descoberta pelos portugueses em 1415. A navegação de cabotagem foi responsável pela exploração da região. 
Golfo da Guiné:
Descobriram a existência de negros tribais, os quais tinham grande rivalidade entre si. Por causa disso, era normal que um grupo mantivesse o outro aprisionado quando ocupavam um território e vendê-los para outras pessoas. Foi aí que os portugueses descobriram os escravos africanos.
 ↳ Cabo das Tormentas:
Região do final da África onde aconteciam uma série de tempestades, tornando impossível que os portugueses chegassem as Índias por essa rota.
 ↳ Volta do mar:
Desvio do Cabo das Tormentas, que foi mantido em segredo na época.
Depois de diversas tentativas, Vasco da Gama foi o navegador que chegou às Índias, em 1498. A partir daí, o governo de Portugal passou a lucrar demasiadamente com a venda de especiarias (temperos que poderiam ser utilizados como alternativa medicinal, na conservação de alimentos e como temperos propriamente ditos) e objetos de luxo (como porcelana e seda).

2 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns pelo trabalho, me ajuda muito :)

Anônimo disse...

Você podia fazer um resumo sobre formação da Grécia?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...