sábado, 19 de fevereiro de 2011

Dicas para quem é esquecido

Aonde eu deixei?
O esquecimento é normal para muita gente. Não tem uma vez sequer na vida que esquecemos um caderno ou então um lápis ou uma borracha. É algo normal, mas não é bom que seja normal.
Afinal, nenhum professor concorda com o esquecimento e falta de material. É importante estar sempre bem atento aos livros, cadernos, matérias, bem, tudo aquilo que costuma esquecer.
Assim, confiram algumas dicas, que valem para todos que já esqueceram no mínimo alguma coisa nos últimos dias (e também no ano passado), fazendo com que comece a ser mais organizado e esquecer menos das coisas.
                                                              DICA 1:
Normalmente, quem é esquecido só é esquecido quando se esquece de anotar algum assunto. Isso mesmo. Um esquecimento leva a outro. Portanto é bastante importante deixar tudo bem anotado. E essa parte do “bem anotado” depende muito do seu tipo de esquecimento.
                                                               DICA 2:
Alguns exemplos para não se esquecer de nada (anotando):
1º exemplo: o costume de ter uma agenda, e anotar tarefas nela é um costume muito importante. Tem gente que só se esquece de fazer tarefa só porque esqueceu de anotar que tinha na agenda. Assim, tenha sempre tudo em dia e anotado.
2º exemplo: além de anotar claramente as páginas e os exercícios que são necessários para ter uma tarefa completa, é importante sempre por a data da entrega na sua agenda. Normalmente os professores costumam colocá-la, mas caso ele não coloque, não deixe de perguntar se é para aula seguinte.
3º exemplo: existem esquecidos que costumam esquecer materiais escolares, e que nunca sabem o que fazer para não se esquecer de absolutamente nada. Pode ser complicado, mas antes de tudo, tenha anotado os horários das aulas do dia seguinte. Existem aqueles que perdem e que nem imaginam quais são as aulas do dia seguinte. E acabam esquecendo material.
4º exemplo: para não esquecer do material, existem algumas dicas simples: logo depois que fez a tarefa de casa, preste bem atenção em quais são as aulas no dia seguinte. Procure lembrar-se (ou procure anotações na agenda) se fez realmente todas as tarefas de casa. Depois, lembre-se se não é necessário levar altas, livro, ou não está esquecendo de nenhum trabalho que foi marcado para esse dia. No dia seguinte, quando estiver quase saindo para ir ao colégio, faça um pequeno chek-up na sua mochila, analisando se todos os livros estão lá mesmo – ou todo o material que você precisará para a aula do tal dia. São dicas simples, mas que podem fazer a diferença se segui-las.
5º exemplo: existem também os esquecidos que se esquecem fácil do conteúdo. Mas isso nem sempre é o problema da memória. Em grande parte das vezes, você não está estudando suficientemente. Então não é apenas “esqueci da aula de hoje”. É sim “esqueci de estudar”. Estudar é necessário, e que cada vez mostra mais necessidade de ser um estudo diário. Assim, não tem como simplesmente dizer que esqueceu. Só estará dando uma desculpa para si, tentando mostrar apenas a você que não é culpado. Quer dizer, pode ser que ninguém te implore para estudar, ou brigue com você quando não estuda. Mas procure não enganar a si mesmo. Pode muito bem estar sabendo de todas as suas responsabilidades, e saber perfeitamente bem que é preciso estudar se quiser aprender alguma coisa na escola.
6º exemplo: para você continuar com os hábitos de estudo (ou ter hábitos de estudo) é necessário ter força de vontade e saber o seu próprio ritmo. É possível dar exemplos, mas não é para segui-los. Afinal, cada um tem uma forma diferente para aprender. Só falta achar alguma que funcione. Caso você ainda não tenha achado, continue a procurar. Tente novas formas e veja se é assim mesmo que consegue aprender. Se achar depois disso ou se já achou, ótimo. Agora seu objetivo será apenas ir em frente, e estudar ainda mais para ir bem nas provas – e passar de ano, como muitos dizem.
                                                       DICA TRÊS:
Existem aqueles alunos que só são esquecidos não por causa de anotações (ou então a ausência delas) e sim por que é desorganizado. Desorganização normalmente é um fato mais complicado de se lidar. Nem sempre é possível mudar de uma hora para outra, mas todos nós somos capazes de tentar. Desorganização não é tão simples de resolver, como disse, mas não significa que seja impossível. Na dica quatro confira exemplos para lidar com sua desorganização.
                                                    DICA QUATRO:
Exemplos para arrumar a desordem:
1º exemplo: muitos alunos tem um quarto desorganizado, ou então seu ambiente de estudos. Aí é muito mais complicado de se decorar exercícios, e fazer uma lição de casa com atenção. Um lugar organizado, pode perceber, é bem diferente. Parece mais arejado, mais limpo e com menos “entulho” na mesa onde escreve. Mantê-la arrumada e conservá-la limpa, portanto, é importante para se desenvolver ainda mais nos estudos.
2º exemplo: a organização na hora de guardar seus materiais escolares também é importante. Mantenha sempre um lugar marcado para seus livros, outro para seus penais, colas que ainda não utiliza, entre outros. E claro, não deixe de colocar seu material SEMPRE lá. Caso não esteja, é muito mais fácil de se esquecer.
3º exemplo: faça sempre vários horários escolares, e deixe um na agenda, outro no caderno, outro no lugar onde você deixa seus livros (este é considerado um dos mais importantes lugares para deixar seu horário), pois desta forma é muito mais fácil de lembrar-se rápido de cada assunto. Não se esqueça também de deixar uma letra legível em cada um deles, ou então, se preferir, faça uma tabela no Word ou no Excel (ou em qualquer outro lugar) pois também pode fazer com que você entenda melhor o que está escrito, sabendo de forma mais ágil do que você precisa para o dia seguinte.
4º exemplo: pode parecer desnecessário, mas desde já é importante deixar a mala organizada, sem papeis inúteis ou deixando sempre lá livros que você não vai usar no dia seguinte. Tirar os lixos pode ser uma forma de ganhar mais espaço, e também de organizar melhor os seus materiais. Normalmente, nas férias que separam o primeiro do segundo semestre, é interessante dar uma checada geral em tudo. Pode ser que ache alguma caneta que não funcione ou então um apontador quebrado, que devem ser substituídos. Porém, também é bom dar apenas uma checada básica nos finais de semana ou a cada quinze dias.
5º exemplo: é bom sempre ter cuidado com o que joga fora. Pode ser uma folha muito importante, que seria sua principal fonte de estudos de uma determinada matéria. Então, para não correr o risco, deixe sempre o material utilizado em um lugar separado, e jogue fora (prestando bem atenção), nos dias de checagem, aquilo que realmente não vai mais precisar.
6º exemplo: perceba como organização é tudo para achar as suas coisas. Se deixar num lugar separado, que achar mais adequado, as chances de esquecê-lo são bem menores (como já foi dito) e não deixe de deixar seus materiais sempre limpos e bem conservados, juntamente no seu lugar separado para estudar. Se você tiver alcançado bons índices de organização nos próximos meses, também pode tentar fazer uma rotina, se quiser, pois pode ser uma grande aliada para saber tudo o que tem que fazer. Porém, existem casos que a rotina não funciona (e só complica!) e então é importante fazer apenas um teste na primeira semana.
Caso alguém tenha alguma dúvida ou então alguma dificuldade individual de esquecimento, que aqui não foi citada, não deixe de se comunicar. Pode enviar algum comentário neste mesmo post, ou então mandar um e-mail para baocontato@hotmail.com.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...