sexta-feira, 30 de julho de 2010

Prova de Português - Exercícios e resumos morfológicos


 Português - 2º trimestre
As melhores dicas, os melhores resumos
Bom Aluno Online

                Hoje você irá conferir um resumo básico da morfologia em que atualmente aprendemos.

O conteúdo principal:
A morfologia. Ela existe para entendermos as palavras - o que é um substantivo, verbo e adjetivo, por exemplo - e para depois aprendermos ainda mais os termos aprendidos na Sintaxe.
Porém, não é uma simples "morfologia", já que ela abrange diversas classes de palavras. Confira:
 * Pronome
 * Adjetivo
 * Substantivo
 * Preposição
 * Verbo
 * Advérbio
 * Contração/combinação (que neste post não será explicada e sim em outro, separado)
Estudem o básico na gramática. Existem exercícios no livro e no caderno - às vezes na gramática também.

Passo a passo:

* Pronome
O pronome é aquele que sem mais nem menos substituí o substantivo em questão. Observe a comparação entre as duas frases a seguir:
sem pronome: "O Victor chegou em casa. O Victor foi descansar; depois de descansado o Victor foi fazer a lição e depois de tudo o Victor estava cansado de dovo e dormiu novamente."
com pronome: "O Victor chegou em casa. Ele foi descansar; depois de descansado ele foi fazer a lição e depois de tudo ele estava cansado de dovo e dormiu novamente."
Notem que a frase continua com o mesmo objetivo: mostrar a quantidade de coisas que o personagem, Victor, fazia. Porém, com os pronomes, a frase já não se torna tão enjoativa, e assim nota-se também o verdadeiro motivo/uso do pronome.
Mesmo assim, os pronomes se classificam entre vários outros. Veja:
          - Pronome pessoal do caso oblíquo
          - Pronome pessoal do caso reto
          - Pronome possessivo
          - Pronome demostrativo
          - Pronome interrogativo
Entre outros. Se quiser saber mais e estudá-los pesquise-os mais na gramática e confira uma diferente explicação.
* Adjetivo
O adjetivo dá caracteríscas a um substantivo. Observe também estas duas frases:
sem adjetivo: "Um menino, certa vez, foi até o ponto de ônibus. Escolheria o certo e em trinta minutos chegaria na escola."
com adjetivo: "Um menino de olhos castanhos e cabelo encaracolado, totalmente uniformizado - dos pés a cabeça -, certa vez foi até o ponto de ônibus. Não parecia atrasado, e pelo contrário estava adiantado e esperou com extrema paciência. Escolheria o ônibus certo e em trinta minutos chegaria na escola, que estaria decorada para volta às aulas. Queria que a cor verde e apagada mudasse."
Nota-se uma grande diferença entre as duas frases. Obviamente a primeira foi feita com muito mais facilidade, já que não era necessário o uso dos adjetivos. Porém, a segunda foi muito mais elaborada, e com isto o leitor pode perceber diversos detalhes que não estiveram notáveis na primeira oração.
Exemplos: bonita, verde, azul, rosa, colorida, iluminada, escura, suja, limpa, etc.
* Substantivo:
Uma das primeiras classes já estudadas. Muito apressadamente, podemos responder que dá nome aos seres - qualquer ser. Uma "abelha" é um substantivo. Um "carro" é um substantivo. E a "Ana" é um substantivo. Alguns exemplos já foram citados.
* Preposição:
A preposição liga dois ou mais termos em uma oração. São palavras fáceis e curtas, mas que fazem total diferença como pode ser comparado nas duas frases:
sem preposição: A menina foi o Monte Negro e o dia 20 nunca mais retornou. Claro que vale a pena aguardar pela sua volta o seu material escolar. Pois afinal no Monte Negro fica a CASA DO TITIO, como é chamada."
com preposição: A menina foi para o Monte Negro e desde o dia 20 nunca mais retornou. Claro que vale a pena aguardar pela sua volta com o seu material escolar. Pois afinal no Monte Negro fica a CASA DO TITIO, como é chamada."
Agora vamos observar atenciosamente. Diferente das classes gramaticais vistas nos resumos anteriores, uma frase sem preposição altera totalmente o seu sentido, sem que o leitor nada entenda.
* Verbo:
Pode indicar uma ação (o que é o mais comum de se encontrar): andar, pescar, passear, caminhar, buscar, pesquisar;
Pode indicar um Fenômeno da Natureza: chover, nevar, gear;
Pode indicar um estado: estar;
* Advérbio:
É utilizado para dar circunstâncias ao verbo. Afinal, ela correu, mas correu devagar ou rápido? Longe ou perto? Assim ela já dá algumas "características":
"Ela correu." ou "Ela correu devagar", mostra uma grande diferença para o leitor.
Exercícios de Português

* tarefa própria para o caderno de estudos
1 - Encontre no texto três verbos de ações, dois de fenômeno natural e um de estado.
           "No fim, eu e minhas amigas pudemos ir para o shopping. Lá nos divertimos numa loja de roupas de criança, onde comprei alguns macacões para o meu futuro irmão. Por fim, depois de muita ansiedade, pudemos ir para o cinema.
             Depois do filme lá fora o tempo não estava mais cem por cento. Geava e chovia ao mesmo tempo. Pensei na neve e vi que não estava muito bem pensando nisto não faziam nem menos de 10 graus e a umidade estava a 56%. Impossível!"

2 - Escreva três frases com um dos verbos encontrados no texto - que pode ser no infinitivo, gerúndio, particípio e indicar fênomeno ou ação. O modo e o tempo pode ser modificado.

3 - Classifique as palavras a seguir.

a) aqui
b) elas
c) muito
d) para
e) um (um cavalo)
f) onde?
Dicas de Português
* saiba, com atenção, as formas simples de estudar

As melhores dicas são encontradas no Bom Aluno Online, o blog que sempre te ajuda!

  • A Língua Portuguesa não exige totalmente uma atenção mais reforçada, mas é muito importante que exista colaboração de si mesmo. Pense que se você se distrair, facilmente perdera a explicação e o resumo de Português.

  • A concentração é muito necessária, principalmente em provas. Deixamos a dicas de às vezes 'fingir' que exercícios simples passado pelo seu professor possam ser uma avaliação 'para casa', e depois tire as suas dúvidas.

  • A correção é uma hora totalmente importante, e assim você verá o que errou e porquê errou. Peça a ajuda de seu professor ou tire suas dúvidas, já que este é o melhor momento para isto.

  • As tarefas de casa podem servir como um estudo. Leia várias vezes e tente entender aquilo que não foi compreendido; aos poucos deixe a gramática de lado e só a usa em consultas urgeeentes ou quando foi pedido pelo seu professor.

  • Faça exercícios regulares em seu caderno de estudos. Ou inventados por você ou disponibilizados pelo blog.

  • Estude diariamente, ou "aula dada, aula estudada" de forma que estude em todos os dias que tem aula de Português.

  • Sempre que souber que a prova está próxima estude muito mais do que o normal, com mais exercícios do que na rotina.
 "Estudando, aprendemos, e interpretamos a vida lá fora"
Disse a leitora A.P, mandando por e-mail. Faça você também uma frase dessas, uma postagem, ou uma opinião sobre o blog. Basta enviar para isabela.prochmann@yahoo.com.br !

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...